A asma é uma doença crônica do pulmão que acomete pessoas de todas as idades. Estima-se que no Brasil cerca de 24% das crianças e 19% dos adolescentes são acometidos pela doença. Se não tratada e acompanhada, pode ser uma doença que leva a sequelas no pulmão e graves complicações.

 

O que é?

A asma é uma doença inflamatório dos pulmões, mais especificamente dos brônquios. Essa inflamação é deflagrada por diversos fatores, como alergias a proteínas do meio ambiente (como poeira, fungos e animais), fatores irritativo (como cigarro, cheiro forte, fumaça ou variações bruscas de temperatura).

Adultos podem ter outros fatores desencadeantes, como anti-inflamatórios e outros tipos de partículas inalantes no trabalho.

Antigamente, usava-se o termo bronquite para asma.

bronquios
A asma é uma doença pulmonar, mais especificamente nos brônquios

Quais são os sintomas da asma?

Dependendo do grau de inflamação os sintomas podem ser menos ou mais intensos. Caracteristicamente, as pessoas com asma apresentam:

  • Tosse seca
  • Chiado no peito (sibilos, som semelhante a miado de gato)
  • Sensação de aperto no peito
  • Falta de ar

Os sintomas costumam a piorar a noite e no começo da manhã e durante atividades físicas. Em crianças pequenas, tosse após risos é um indicativo de asma.

Ainda, além dos fatores desencadeante descritos acima, infecções também podem exacerbar os sintomas.

Se a inflamação pulmonar for muito intensa, pode levar ao que chamamos de crise de asma ou broncoespasmo. Nesses casos, a falta de ar e os sibilos são importantes, podendo comprometer o nível de oxigênio no sangue devido a dificuldade intensa de passagem de ar.

asma2
Fonte: Biosom

 

Como diagnosticar asma?

Primeiro, passar com um médico especialista para avaliar se os sintomas são compatíveis com asma. Os sintomas acima são altamente sugestivos da doença.

Ainda, alguns exames nos auxiliam no diagnóstico de asma, como:

  • Exames para confirmar alergia (prick teste ou exame de sangue)
  • Espirometria (prova de função pulmonar)
  • Teste terapêutico: iniciar medicações específicas para asma e avaliar melhora dos sintomas em 2 a 4 semanas.

 

Tratamento

O tratamento vai depender da gravidade e frequencia dos sintomas.

A primeira parte do tratamento consiste em evitar os fatores que desencadeiam e piora os sintomas. Assim, é importante a orientação com especialista para avaliar alergias, além de evitar fumaça, cigarros e cheiros fortes. Leia mais no Artigo sobre Higiene do Ambiente: Parte Fundamental no Tratamento das Alergias,

Tratamento com medicações podem ser iniciadas sempre com acompanhamento médico. Hoje, temos disponíveis inúmeras medicações para asma. Existem medicamentos profiláticos, que devem ser usados diariamente, que tem o intuito de diminuir os sintomas da asma e evitar crises graves; e existem medicamentos de alívio, que têm ação rápida e aliviam a falta de ar, devendo assim ser utilizados nas crises.

Dentro os medicamentos profiláticos, temos:

  • Corticóides inalatórios
  • Associação de corticóides inalatórios e broncodilatadores
  • Antagonista de leucotrienos
  • Antagonistas muscarínicos
  • Imunobiológicos, como omalizumabe e mepolizumabe, que são utilizados em casos graves, de difícil controle

Os medicamentos de alívio incluem bombinhas com broncodilatadores de curta duração e corticóide oral ou endovenoso.

Qual a melhor medicação?

O tratamento é individualizado para cada pessoa e assim, não existe medicamento melhor ou pior. O importante é manter acompanhamento com médico e não iniciar medicações sem prescrição médica.

As bombinhas para asma viciam?

As bombinhas para asma incluem medicamentos compostos por corticoide, broncodilatadores e antagonistas muscarínicos. Eles não causam vício ou dependência na pessoa, o que acontece é que a asma é uma doença crônica, sendo assim, dependendo do quadro pode ser necessário utilizar as medicações por longos períodos de tempo.

Existe vacina contra asma?

Sim! Também conhecido como imunoterapia, pode ser indicado em determinados casos.

Para saber mais sobre bombinhas e dispositivos inalatórios leia o Artigo: Broncodilatadores inalatórios.

 

 

Fonte: GINA 2018 

 

 

4 respostas para ‘Asma

    1. Olá Ediana
      A asma é uma doença crônica e diversos fatores podem levá-la a reativar.
      Sugiro procurar um Alergista ou Pneumologista para investigar! Atenciosamente, Dra Jessica

      Curtir

    1. Ola, existem varias Inmunodeficiencias, e para cada uma delas um tratamento específico! Procure um especialista para que uma avaliação completa possa ser feita. Att, dra Jessica

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s