O Patch Teste, também chamado de Teste de Contato, é o melhor exame para realizar o diagnóstico de Dermatite de Contato. Esse tipo de alergia se caracteriza pelo aparecimento de lesões avermelhadas e com vesículas nos locais que entraram em contato com a substância suspeita.

Dermatite de Contato

A dermatite de contato é uma doença universal, que pode acontecer em todas as idades e raças, porém sua incidência é menor na infância pela menor exposição às substâncias nessa faixa etária.

A dermatite de contato é uma forma de alergia a uma substância exógena que em contato com a pele leva ao surgimento de eczema (lesões inflamatórias avermelhadas, com escoriações, feridas, vesículas) que causam coceira e/ou ardor.

Esse tipo de reação acontece após repetidas exposições ao produto, raramente acontece na primeira exposição, já que é uma reação do organismo da pessoa contra aquela substância. Essa reação pode demorar dias a anos para acontecer, dependendo da imunidade de cada um.

O mais característico é o aparecimento do eczema no local do contato, por exemplo: nas orelhas ou dedos em quem tem alergia a bijuteria (níquel), no pé em quem tem alergia a borracha e nas mãos em quem tem alergia a produtos de limpeza ou luvas.

Dermatite de contato por borracha

Ainda, existem substâncias que dão alergia apenas após a exposição solar, como plantas, anti-inflamatório tópico e anti-histamínico tópico.

Principais substâncias que causam dermatite de contato:

  • Bijuterias (níquel)
  • Perfumes
  • Cosméticos
  • Corantes de tecidos e roupas
  • Borracha
  • Tintura de cabelo
  • Conservantes de produtos de higiene pessoal, medicamentos e cosméticos
  • Antibióticos tópicos

Patch Teste (Teste de Contato)

Na suspeita de dermatite de contato, o exame padrão ouro para descobrir o que causa alergia é o Patch Teste ou Teste de Contato. Consiste na colocação de várias substâncias dentro de pequenas câmeras que serão grudadas à pele do paciente com fitas. O mais comum é colocar essas câmeras no dorso (costas) do paciente, por ser uma área grande.

As substâncias ficam 48 horas em contato com a pele. Após esse período, elas são retiradas e uma primeira leitura é realizada. Para confirmar se houve ou não reação deve ser feita uma segunda leitura após 24h a 48h da primeira avaliação.

No Brasil, temos disponível para teste a bateria padrão, que consiste em 30 substâncias, que são aquelas que mais frequentemente causam alergia. Ainda, existem outras baterias mais específicas, como a bateria regional, para corticóides, anti-inflamatórios, alimentos, série capilar (produtos de cabelo), série pediátrica, cosméticos e unhas. As baterias adicionais podem ser realizadas de acordo com a reação que a pessoa apresenta.

Teste de Contato ou Patch Teste

Quando é melhor adiar o teste?

  • Exposição solar excessiva
  • Uso de corticóide tópico (pomada) no local onde serão colocadas as substâncias
  • Uso de medicações que diminuem a imunidade por longos períodos
  • Uso de corticóide oral ou corticóide de depósito (intramuscular)
  • Dermatite grave: é aconselhável esperar a melhora das lesões para realizar o teste

Recomendações durante o teste:

  • Evitar atividade física
  • Evitar molhar o local em que as substâncias foram colocadas

Existe idade mínima ou máxima para realizar o teste?

Não! Bebês e idosos também podem realizar o teste de contato.

É possível realizar o Teste de Contato com produtos do próprio paciente?

Sim, quando os testes convencionais não incluem a substância suspeita é possível utilizar o produto em si. Converse com o seu Alergista para saber mais a respeito.

Anti-alérgico (anti-histamínico) atrapalha no exame?

Não! O uso de anti-histamínico não altera o resultado do Teste de Contato.

Tratamento

A primeira parte do tratamento consiste em melhorar o eczema, que incluem hidratantes hipoalergênicos, pomadas de corticóide ou inibidores de calcineurina.

A segunda parte do tratamento é evitar a substância que causa alergia. É recomendável ler a composição dos produtos para ter certeza que o mesmo não contém a substância que causa alergia.

O acompanhamento das lesões com alergista ou dermatologista é fundamental para diagnóstico e tratamento correto.

Fonte:

  • Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Tratado de Alergia e Imunologia Clínica
  • EAACI position paper for practical patch testing in allergic contact dermatitis in children. Pediatric Allergy and Immunology 26(7):598 – 606, 2015

Foto:

  • Asacpharma IPI Brasil

10 respostas para ‘Dermatite de Contato e Patch Teste

  1. Bom dia!!!
    Dra Jéssica tenho uma coceira por todo o corpo ,mas sem vermelhidão e nenhuma lesão no local.
    A região queima, parece que tem alguma coisa andando na pele. A roupa incômoda, estou usando roupas só de algodão e mesmo assim incômoda.
    Já fiz monte de testes, e não acusou nada!
    Não sei mais i que fazer, não consigo dormir, estou tomando remédios para dormir.

    Curtir

    1. Olá Maria,
      Infelizmente não consigo te ajudar a distância, sem examinar e avaliar os seus sintomas e exames.
      Somente coceira sem lesão de pele em geral não são de causa alérgica. Procure um clínico geral para avaliação e prosseguir com investigação.
      Att, Dra Jessica

      Curtir

  2. Dra Boa noite. Minha filha tem 3a8meses. Comecei a observar que ela estava coçando a vagina. Pensei será que é verme? VIsso nas fezes o oxiurius. Tomou remédio mas a coceira na vagina não passou. Levei na ginecologista e ela examinou e disse que td certo sem cheiro corrimento. Tomou outro remédio pra verme. Mas acabou e nada. Percebi que qdo passo o sabonete ela diz que arde. Usei dermacyd infantil, líquido da Johnson de glicerina, em barra de glicerina da Granado e td igual. Será alergia apenas sabonete, qual componente? Nem sei que sabonete usar. Ela tem rinite, qdo lleva picada fica bem vermelho. Obrigada Pauline

    Curtir

    1. Pauline, se não há lesão na pele talvez não seja reação alérgica ao sabonete. Porém não é possível dar um parecer certo e orientações de tratamento sem uma avaliação completa que inclui exame físico da criança.
      Procure um alergista para avaliação das alergias da sua filha. Att, Dra Jessica

      Curtir

  3. Dra boa noite! Em 2010 tive uma coceira nas pernas e fiz um teste alérgico, foi diagnosticado alergia de contato, só que o médico não me falou do que eu não poderia ter contato, e dentro desse intervalo de: 2010 a 2019 tive reações terríveis… nas pernas,axilas,entre as coxas, pés,mãos. Nas mãos e pernas com bolhas tipo bolhas de catapora, só que menores, aqui na minha cidade médicos dermatologista é difícil pelo SUS, entre este intervalo passei por uma medica que me falou que eu tinha que descobrir ao que eu tinha alergia. Eu mostrei o teste que tinha feito para ela e ela me falou que ali não dizia nada… hoje peguei o teste e fui olhando com atenção e vi que tinha umas cruzinhas em alguns alérgenos: mercaptobenzotiazol, parafenilenodiamina, bicromato de potássio e fenol. Te peço que me ajude… Pois eu durmo e acordo bem, quando começo a fazer as coisas em casa e nas costuras começo a me sentir mal,incho o corpo todo e começa a coçar, me ajude por favor!!!

    Curtir

    1. Olá Sônia,
      A interpretação do resultado do Patch Teste não é apenas a presença das “cruzes”. É necessário ter um aumento da reação nas duas leituras que são realizadas.
      Confirmado a alergia pelo teste é necessário evitar as substâncias.
      Procure um alergista para te orientar se realmente veio algo positivo no teste e também para te orientar sobre aonde são encontradas as substâncias que deram alergia.
      Infelizmente não é possível realizar esse tipo de orientação a distância, sem ver resultado do teste pessoalmente e principalmente, sem ver o paciente e as suas lesões de pele.
      Att, Dra Jessica

      Curtir

    1. Olá, não é possível realizar um diagnóstico das manchas sem examinar. Elas podem ser desde um processo alérgico a uma infecção.
      Procure um dermatologista ou alergista para avaliação.
      Att, Dra Jessica

      Curtir

  4. Olá doutora! Meu filho tem 8 anos e nunca teve alergia a medicamentos, este ano dei Ibuprofeno e causou inchaço nas pálpebras/ olhos, ontem precisou tomar Nimesulida e novamente incharam (ele já fazia uso dessas 2 substâncias desde bebê e nunca havia acontecido nada porque isso está acontecendo agora? !) Agora está muito gripado e não sei o que posso dar a ele para baixar a febre!?
    Obs: Ele tomou muitos medicamentos na semana anterior receitados por pediatra ( Prelone que já faz uso e não acontece nada e Loratadina que acho que começou a dar alergia e suspendi o uso, tive que o levar ao pronto socorro pois teve uma crise respiratória muito forte porque ele tem bronquite!! Pode ser alguma reação tardia? E p/ piorar tem a genética, meu marido não pode tomar quase nenhum medicamento porque acontece o mesmo ( inchaço nas pálpebras, olhos). Desde já agradeço!

    Curtir

    1. Ola Michelle,
      É possível que seu filho tenha alergia a anti inflamatórios, dessa forma, evite todos eles. Para febre o único seguro é o Paracetamol na dose de 1 gota por kilo de peso. Entretanto não medique seu filho sem uma avaliação de um médico (pediatra ou alergista). Não é possível realizar diagnóstico e orientações de tratamento e medicações a distância por mensagens. É necessária uma avaliação completa do paciente (que inclui exame físico e se necessário exames laboratoriais e testes) para realizar esse tipo de orientação.
      Att, Dra Jessica

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s